20141228_alenquer_blog

Alenquer XMas Trail 2014

No Dia dos Santos Inocentes, realizou-se o Alenquer XMas trail 2014, com caminhada, percurso de 12km e percurso de 22km. Nós quatro, fomos ao maior, ou quase…

No dia e hora combinados, fomos três de viagem para Alenquer. O quarto elemento do nosso grupo afinal, por motivos familiares complexos (qualquer coisa relacionada com o aniversário de uma prima do tio, que também é afilhada da tia em segundo grau do lado do tetravô materno) não pôde estar presente neste evento.

Meia hora de viagem depois, chegados ao parque onde era dada a partida e onde haviamos de chegar (quase) meio dia depois, levantámos o dorsal e cumprimentámos bastantes caras conhecidas, nesta que era a última prova de corrida em trilhos de 2014. Juntámo-nos aos amigos Tartarugas Solidárias, tirámos algumas fotos no parque infantil, ouvimos o “briefing” da organização e preparámo-nos para a largada.

Às nove horas, arrancámos. Estava frio, e ameaçava chuva. O percurso, que arrancava por escadas, subidas e descidas da Vila Presépio, estava escorregadio e, nesta parte inicial criou imediatamente alguns engarrafamentos. No geral, não foi muito violento (o percurso, na minha opinião, mas isso é muito subjectivo), teve somente duas “paredes”, uma ou outra descida mais técnica e atravessou um ligeiro ribeiro. Só teve um pontinho de lama e, consegui chegar ao final com os pés limpos e secos. Isto porque a chuva só se assumiu efectivamente, a partir do meio dia, alternando com os aguaceiros.

Voltando atrás, e durante a prova, tivémos dois abastecimentos. No primeiro, onde havia também marmelada, conhecemos o “Vassoura” Granadas de quem fugimos logo e no segundo, fruta, broas e água, que haviam em ambos, claro. Durante o percurso também, meios de socorro omni-presentes, muitos socorristas e muitos escuteiros nos cruzamentos e pontos mais perigosos da serra e, ao que vi, tiveram algum trabalho de assistência com alguns dos participantes.

Quase no final, o “Vassoura” Granadas apanhou-nos de novo, vinha “endiabrado” ele, sem dúvida e um de nós, como tinha no seu plano de treinos a indicação de correr somente 5 quilómetros neste dia, teve/tivémos de o respeitar, e fizémos assim 17 quilómetros praticamente a andar, no total dos vinte e dois.

Foi um meio dia agradável, deu para desfrutar da natureza e das colinas tranquilas da zona, deu para tirar algumas fotografias e para sentir o espírito do trail, fomos uma equipa unida os quatro, juntos do início ao fim como combinado, embora estivessemos presentes só três de nós, o espírito é que conta.

Na chegada, os amigos Tartarugas Solidárias à espera em festa, “foto-finish” dos três presentes, roupa lavada, caldo verde, bifana e batata frita, assistindo à entrega dos prémios e arrancámos de volta para Lisboa, porque a vida não é só corrida ;)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *