Acabou-se a vaselina

11 de Setembro, uma data a recordar pelos piores motivos, neste dia, acabou-se a vaselina.

Ainda me recordo como se fosse hoje, em 6 de Maio de 2015, quando aparece o relato épico do Ricardo Silva no Portugal Running acerca da sua participação no WFLWR. Os quatro pares de sapatos em 1h10, as dores indescritíveis, o relato delicioso.

Os meses foram passando, os relatos foram-se sucedendo. Vieram os cartazes motivacionais na 2ª Corrida TSF Runners e o Hino Metevaselina, e o humor, sempre presente o (bom) humor. Por vezes mais cáustico, noutras mais descontraído mas, sempre presente.

Vieram as visitas aos treinos sociais, e aos treinos anti-sociais. Ainda hoje nas Escadinhas & Subidinhas refiro, no briefing, que uma vez houve uma pessoa que não ficou na foto de grupo, e ele, a pessoa, é o Ricardo Silva. Houve uma pessoa também que uma vez se perdeu mas isso é uma história para outra altura

Veio então, o fim, acabou-se a vaselina. No domingo 11 de Setembro de 2016, às 18h00 no Estádio do Jamor, houve cerimónia de encerramento, com treino de séries, soft-trail, hard-trail, corrida em alcatrão e empedrado, houve inclusivé arborismo.

Teve troféu de finisher, bolo de chocolate e sorteio de um candeeiro, começou de dia e acabou de noite, a festa com vinte participantes e respectivos acompanhantes. Faltou o aquecimento de pulsos, e um discurso motivacional mas, teve tudo o que foi necessário para acabar em grande e para se saber, finalmente, que o Ricardo Silva não sou eu ;)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *