Marginal à noite 2014 - Análise de prova

Marginal à noite 2014 – Análise de prova

Características da prova

Corrida de estrada “Marginal à noite” na distância de 8km, em 14 de Junho de 2014 às 21h30, na Avenida Marginal, em Santo Amaro de Oeiras.

Havendo só uma distância, foi nessa mesmo que participei.
A minha experiência pessoal está publicada aqui. Distância curta e confortável, numa boa hora, gosto de corridas nocturnas.

Valor da inscrição

Os valores de inscrição nesta prova variavam conforme a data de inscrição.

Para um dorsal com chip seria entre 10€ e 12€, para um dorsal sem chip, entre 8€ e 10€.

Na primeira fase de inscrições, a inscrição feita nas lojas Sport zone teria 100% de desconto em cartão (da loja). Depois disso o desconto passava a 50% e a 25%. As inscrições online não tinham desconto.

Aproveitando a fase inicial de inscrições, inscrevi-me no balcão de uma loja Sport Zone, ficando assim a inscrição gratuita. O valor da mesma foi carregado em cartão que gastei entretanto em produtos na loja.

Kit de participante

O kit de participante, levantado no dia anterior à prova ou no próprio dia na loja Sport Zone do Oeiras Parque, para esta prova era composto por:

  • Camisola técnica Outpace, manga curta, amarela e laranja;
  • Saco mochila amarelo com tira reflectora;
  • Dorsal com chip (sistema MyLaps) com um furo;
  • Folheto com indicações acerca da prova (como chegar, percurso, horários)
  • Vale de desconto 50% para GFD;
  • Convite de um dia para ginásios Solinca;
  • Folheto publicitário da Corrida do Tejo 2014;
  • Folheto publicitário com gama de dispositivos Tom Tom;
  • Folheto publicitário com gama Skechers;
  • Folheto publicitário do seguro Liberty Running;
  • Revista Liberty em acção (nº 37, Maio de 2014, valor 2,50€);

Estavam também disponíveis, no balcão da loja, caixas com alfinetes para prender os dorsais às camisolas.

Embora o kit de participante fosse mais uma “tshirt e um saco mochila”, este saco mochila é amarelo fluorescente, com uma tira reflectora. Faltava só ser reforçado na parte inferior dos cordéis para ser realmente utilizável.

Processo de levantamento do kit de participante

O kit de participante era levantado no dia anterior à prova ou no próprio dia (até às 18h00) na loja Sport Zone do Oeiras Parque, o que implicava duas deslocações a Oeiras para o levantamento.

Juntei-me com mais amigos para levantar vários kit’s em simultâneo mas, não é uma solução muito prática.

Transportes – ida

Transportes colectivos
Através de um acordo com CP (Linha de Cascais), o bilhete de ida e volta, válido em toda a linha de Cascais custava 1€ (acresciam 0,5€ do Cartão Viva Viagem passíveis de devolução no final da viagem ou posteriormente, apresentado a prova de compra e o cartão em boas condições.). Era possível viajar nos combóios disponíveis (partidas de Cascais e Cais do Sodré de 30 em 30 minutos)  entre as 19h00 e o último comboio da madrugada de 15 de Junho.

Automóvel
Estacionamento disponível em Carcavelos, Paço de Arcos e toda a zona interior de Oeiras.

Desloquei-me de combóio aproveitando a promoção em vigor, fui com tempo para a zona da partida sentado confortavelmente.

Zona de concentração de atletas

No jardim de Santo Amaro de Oeiras. Boa zona de reunião para marcar encontro com amigos mas sem lavabos disponíveis. Caso existissem, não estavam sinalizados, sobrecarregando o WC do restaurante MacDonalds existente na zona, que é consideravelmente pequeno para os milhares de pessoas. Boa zona também para a família esperar e dar apoio aos participantes, tanto na partida, como na chegada.

Embora a zona de concentração fosse ampla, era muito deficiente a nível de lavabos. O ponto de água no jardim, estava fora de serviço.

Zona da partida

Os atletas, eram divididos em dois grupos ao longo da Avenida Marginal (esquerda para quem tinha chip, direita para quem não tinha, com um separador central) juntando os dois grupos a seguir ao pórtico de controle de tempo.

A zona de partida era confusa, pois ambos os grupos arrancavam em simultâneo. Como estava a cerca de dois minutos do pórtico onde o tempo de chip começava a contar, estavam já os participantes “sem chip” a ocupar a via toda, obrigando a bastantes zigue-zagues.

Percurso

Ao longo da Avenida Marginal, partida de Santo Amaro de Oeiras até Caxias e regresso.

Percurso monótono onde o maior desafio foi ultrapassar os participantes mais lentos que se acumulavam “em fila lateral” ao longo da Avenida Marginal. Pouco público a apoiar durante a prova, excepto na zona da partida e chegada e em Paço de Arcos. Vi uma única marcação de quilómetros durante a prova mas, podia estar desatento

Abastecimentos (durante a prova)

Água sensivelmente a meio do percurso (quilómetro 4).

Pareceu-me haver bastante, e haviam alguns caixotes do lixo a seguir ao abastecimento para deitar as garrafas.

Zona da meta

Coincidente com a zona da partida, no jardim de Santo Amaro de Oeiras.

A zona pós-pórtico de chegada era ampla, sem ajudantes a empurrar as pessoas para fora da mesma.

Abastecimentos (na zona da meta)

Água e isotónico (à temperatura ambiente).

Os ajudantes não negavam mais do que uma água ou isotónico se fosse o caso (e foi, bebi duas águas e um isotónico).

Zona da chegada

No jardim de Santo Amaro de Oeiras, a organização tinha no local um placard gigante com um “fundo” relacionado com prova, e acessórios que os participantes podiam envergar. Nessa altura, as promotoras no local tiravam uma fotografia aos mesmos com o seu próprio telemóvel, e os participantes eram convidados a partilhar no Instagram a mesma.

Gostei do pormenor das fotografias, e da boa gestão que os ajudantes estavam a fazer da “fila” de participantes candidatos à fotografia.

Transportes – regresso

Transportes colectivos
Através de um acordo com CP (Linha de Cascais), o bilhete de ida e volta, válido em toda a linha de Cascais custava 1€ (acresciam 0,5€ do Cartão Viva Viagem passíveis de devolução no final da viagem ou posteriormente, apresentado a prova de compra e o cartão em boas condições.). Era possível viajar nos combóios disponíveis (partidas de Cascais e Cais do Sodré de 30 em 30 minutos)  entre as 19h00 e o último comboio da madrugada de 15 de Junho.

Automóvel
Estacionamento disponível em Carcavelos, Paço de Arcos e toda a zona interior de Oeiras.

Regressei de automóvel, de boleia com um amigo. O estacionamento estava caótico, com carros estacionados por cima de todos os passeios e em todos os cantos e recantos possíveis. Saimos para a A5 (saída Oeiras) e demorámos uma eternidade até chegar à auto-estrada.
Características da prova Corrida de estrada "Marginal à noite" na distância de 8km, em 14 de Junho de 2014 às 21h30, na Avenida Marginal, em Santo Amaro de Oeiras. Valor da inscrição Os valores de inscrição nesta prova variavam conforme a data de inscrição. Para um dorsal com chip seria entre 10€ e 12€, para um dorsal sem chip, entre 8€ e 10€. Na primeira fase de inscrições, a inscrição feita nas lojas Sport zone teria 100% de desconto em cartão (da loja). Depois disso o desconto passava a 50% e a 25%. As inscrições online não tinham desconto. Kit…

Review Overview

Características da prova
Valor da inscrição
Kit de participante
Processo de levantamento do kit de participante
Transportes – ida
Zona de concentração de atletas
Zona de partida
Percurso
Abastecimentos (durante a prova)
Zona da meta
Abastecimentos (na chegada)
Transportes – regresso

Classificação final

A prova vale para mim pela festa antes e depois da corrida. O percurso e o tipo de prova "ao magote" não faz bem o meu estilo mas, tendo em conta o primeiro factor, aceita-se e prevê-se a repetição da participação no próximo ano.

User Rating: Be the first one !

One comment

  1. Tiago Ricardo

    Parece-me uma bela ideia, João! Concordo com a tua análise. Um abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *